NOTÍCIAS
 

Fatura Simplificada vs Fatura/Recibo ou Fatura

Aproveitamos uma vez mais para informar que a data máxima de entrega do Saft passou para 25 de cada mês, mas que já podem fazer simulações de envio através do Site da AT ( ligação direta do CTG ) para poderem efectuar testes ( o ficheiro só é enviado se no final de todo o processo colocar o Contribuinte e a senha das Finanças, pelo que até esse momento apenas se trata de testes de conformidade )
Aquando do lançamento da Versão 5.10 com as novas alterações para 2013, escolhemos o documento Fatura/Recibo como documento pré-configurado para venda ao publico ( Consumidor Final ).
Logo de imediato tivemos muitas solicitações e queixas por parte principalmente dos Contabilistas dos nosso clientes, de que este documento seria ilegal e estaria fora da lista de documentos de Faturação permitidos.
Discordamos totalmente logo de imediato, mas como o CTG permite assim como a maioria dos programas a escolha de documentos assim como os seus nome, ficou o caso resolvido ficando a maioria dos clientes a utilisar a Fatura Simplificada como documento principal.
De qualquer das maneiras avançamos logo de imedito com exposição do assunto à AT. 
Depois de aguardarmos pela exposição feita à AT ( Autoridade Tributaria ), finalmente temos o resultado e a confirmação da leitura da lei que tivemos aquando da saida da Portaria de Agosto passado, que entrou em vigor a 1 de Janeiro de 2013, e as Faturas/Recibo são na verdade documentos legais, sendo até este documento emitido automaticamente no Site da Finanças como documento que veio trocar o antigo Recibo/Verde.
Assim sendo, vimos desaconselhar a utilização da Fatura Simplificada, e sim passarem a utilisar a Fatura/Recibo ou simplesmente Fatura pois todo o processo fica mais simples, e com menos possibilidades de serem autuados por falta dos cumprimentos dos valores estipulados
Fatura Simplificada
- Usando este documento como documento principal de venda, irá de ter a atenção de emitir Fatura sempre que o valor passe de 100 € + IVA ( Para transmissõe de Bens ou prestações de Serviços ) ou então terá de emitir Fatura se o valor ultrapassar 1000 € + IVA ( Se for retalhista ou vendedor Ambulante )
Fatura/Recibo  ou   Fatura
- Pode emitir todos os documentos neste formato, e o unico cuidado a ter é se o valor de 1000 € + IVA for ultrapassado, terá de pedir obrigatoriamente os dados ao cliente em questão e menciona-los na Fatura, até esse valor pode emitir Fatura para Consumidor Final, Empresas, etc.
Assim sendo, e como vai facilitar o vosso trabalho, gestão, fiscalização, etc, aconselhamos a quem o pretender, a alteração do documento de Fatura Simplificada para Fatura/Recibo

2013-02-01

 
outras notícias
 
Preço de Balcão - Experimente os n/ preços
Compras nas lojas sem direito a arrependimento
Regras da Faturação
CTG patrocina a Expedição Humanitaria "Dakar Desert Challenge
Documentos de Transporte via Webservice ou Telefone
FAQ´S sobre as novas regras de Faturação
Perguntas Frequentes
Atleta patrocinada pela CTG é Campeã Nacional
Garantias 1 ou 2 Anos ?

Telepac   Sapo   hp   philips   Shuttle   Oki   Epson   Asus   Acer
Sugerir a um amigo | Adicionar aos favoritos | Contacte-nos   © Copyright 2006 CTG